quinta-feira, 25 de março de 2010

Famel or not Famel?


À margem do tema principal da feira da Moita, a compra e venda de motos clássicas e de peças para as mesmas, um dos assuntos que mais deu que falar no evento entre os adeptos das duas rodas foi se a Famel chegou a fabricar nos anso 50 motores a dois tempos com tecnologia sua. E isto porque um dos visitantes da feira jurava a pés juntos que tinha em casa uma Famel, de meados desta década, com motor Famel! O tema gerou tantas ou tão poucas conversas, hipóteses e palpites que a Dmc resolveu investigar o caso e passados três dias já se fez luz. O que aconteceu foi que a Famel nesses anos 50, e à semelhança da Fundador e outras marcas, conseguiu um acordo com um fabricante de motores alemão, a Mota, segundo o qual a empresa podia ter motores Mota cujas tampas laterais vinham estampadas com o nome Famel. Estes motores não seriam grande coisa e passado pouco tempo a Famel deixou de os utilizar. Alguns anos mais tarde, quando a JLO - outro fabricante alemão de motores de motorizadas - foi à falência, a Famel aproveitou o fecho da fábrica para fazer com que uma série de motores JLO que já tinha encomendado e que ainda iriam sair da fábrica na Alemanha, viessem também com tampas "Famel". Por outras palavras, nessa década de 50 houve realmente motores com as tampas laterais a dizer "Famel", mas motores Famel, Famel, isso é que (infelizmente) não. (Dmc 21)


Sem comentários:

Publicar um comentário