quinta-feira, 5 de maio de 2011

A Macal que nasceu para ser sorteada


Ele há ideia e ideias e há que reconhecer que a do minhoto André Gonçalves em relação à sua Macal M70 Mini Sport foi do baril. A máquina foi comprada há quatro anos atrás e na altura André pensava ficar com ela mas quando há algum tempo atrás decidiu dar o "nó" com a Liliana, surgiu-lhe a ideia de vender a Macal para realizar algum dinheiro. André, porém, lembrou-se de fazer a venda em estilo, com um sorteio no dia do casamento. Arranjou 1000 senhas numeradas que tem estado a vender a cinco euros cada uma - nuns casos em cafés e outros lugares públicos, enquanto noutros entre os amigos - e no dia do casamento, com os canhotos das senhas vendidas num saco, a moto vai ser sorteada por um míudo. "Dá-me pena ficar sem a moto", diz ele, "Mas pelo menos assim faço-o de uma forma original e que fica para sempre ligada ao nosso casamento".

Sem comentários:

Publicar um comentário