quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Os gajos querem-no de volta

Os holandeses são boa gente, é sabido. Conseguem conciliar trabalho com lazer de uma forma quase científica e esse "mix" nota-se um pouco em tudo, até nas motos antigas. Têm uma verdadeira paixão por elas e, a par do Reino Unido, Alemanha e Itália, são um dos quatro países europeus onde o hobby das "senhoras" tem mais seguidores. Vai daí que parece não lhes ter caído muito bem no goto o terem perdido para Portugal o recorde do mundo do maior encontro de motorizadas antigas, recorde esse que tinham desde 2009 com 1237 motorizadas. Como gente, muito, civilizada que são, aceitaram a perda, e até deram os parabéns a Portugal, mas não ficaram quietos. Segundo a revista "Bromfiets", a principal revista holandesa de motos antigas, vai realizar-se no final da primavera no sul da Holanda um encontro que vai reunir participantes holandeses e belgas para tentar trazer o recorde de volta para o país. O objectivo seria juntar 2500 motorizadas antigas, mais 190 que o conseguido em Junho em Fátima, embora os organizadores considerem que o objecitvo não é fácil e daí o terem pedido ajuda aos vizinhos belgas. Quanto a nós, portugas, como também somos boa gente, só podemos desejar-lhes boa sorte. E das duas uma: se não conseguirem chega ao recorde português, é uma pena, mas se chegarem, que consigamos nós em Junho batê-los outra vez. Seria um Portugal 2, Holanda 0!

Sem comentários:

Publicar um comentário