sexta-feira, 18 de março de 2011

O "milagre" do Entroncamento

A Mayal com motor Casal de duas velocidades que António Pires, do Entroncamento, está a pensar levar a Fátima, tem história e, espera-se, futuro também. Durante mais de 20 anos, entre 1970 e 1992, foi a moto que o seu pai Fernando, marceneiro de profissão, usou para se deslocar todos os dias até Torres Novas, onde trabalhava, e quando o mesmo faleceu e António ficou com ela, fez questão de a manter como ela se encontrava quando o pai a usava. A única coisa que lhe faltava era que a sua filha única, a Shana, começasse a gostar também de motos para que ela um dia pudesse também preservar a Mayal. Até agora tal não tinha acontecido mas, sabe-se lá porquê, desde que o pai anunciou em casa que ia em Junho a Fátima, a jovem - que até aí mal sabia distinguir uma motorizada duma bicicleta - já comunicou ao pai que não só quer ir também como quer aprender a andar de motorizada. Santo encontro!

Sem comentários:

Publicar um comentário