sábado, 22 de janeiro de 2011

Cinco homens com cinco máquinas

Luís Pinto, de Castro Daire, é daqueles apaixonados pelas duas rodas que dispensa apresentações. Há uns anos atrás ficou conhecido de norte a sul do país por ter participado no Lés a Lés numa Indian dos anos 30, e mais recentemente voltou a ser notícia quando resolveu construir uma moto com um motor de Renault 4 e a transmissão de um Citroen. Apesar de ser extremamente ocupado tanto com o seu trabalho como com acções sociais, já reservou o fim de semana de 10 a 12 de Junho para ir ao Todos a Fátima, mas não vai sozinho. Já "contratou" o filho e o namorado da filha para irem também, mas além dos dois, vai levar também o pai Alcino (o homem da esquerda) e o tio Gualberto (o da direita). Tanto um como o outro já há uns 40 anos que não têm motorizada mas Luís já tá a tratar do caso. O pai vai numa Mayal com motor Sachs dos anos 60 que Luís conseguiu arranjar e que é igual a uma que o pai há 50 anos atrás. Está a ser restaurada e deve ficar pronta em Maio. E o tio deve ir numa Famel Mirage 74 que Luís também está a arranjar. Quanto a Luís, o filho e o namorado da filha, os três também já têm montada. Luís vai na Xf17 da sua juventude. a qual ele tinha vendido quando se casou para comprar um serviço de móveis para casa. A moto andou no motocross e foi completamente massacrada mas acabou por voltar às suas mãos, e Luís está também a restaurá-la para que ela esteja como nova em Fátima. O filho vai numa Flandria que o pai lhe "fez" quando ele tinha cinco anos. E o futuro genro vai numa Peugeot. "Inicialmente", diz ele, "Cá de casa ia só eu, mas quando falei na ideia à família o pessoal entusiasmou-se logo. Vai ser a primeira vez que os cinco homens da família vamos andar de moto juntos. E logo em Fátima. Vai ser bonito".

Sem comentários:

Publicar um comentário