segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

O descanso dos guerreiros

Nos finalmentes do que vai ser o maior artigo da próxima MotoClássica - um levantamento bastante completo do que foi a espectacular história dos primeiros 40 anos da Yamaha no mundo das competições de velocidade em duas rodas - descobri esta foto que me surpreendeu. Já tinha seleccionado umas quantas para o artigo e quase todas eram, ou melhor são, de motos. Faltava-me uma do Kent Andersson e queria algo diferente, algo que me mostrasse uma TA - a moto em que ele correu e foi campeão do mundo nas 125 - no meio das florestas da terra dele ou então algo onde se visse o Kent mas sem estar sentado numa moto. Só me apareciam fotos dele a correr mas de repente apareceu-me esta. Era do Grande Prémio da Finlândia de 1966, uma prova em que o Kent já terá participado tanto em 125 como em 250, e não tinha motos como eu queria, mas como ele não estava na foto, a minha primeira reação foi ignorá-la. Quando, porém, ia a fazê-lo, "descobri" que o Giacomo Agostini era um dos quatro homens que aparecia na foto e aí acenderam-se as sirenes de alarme. A foto era do Grande Prémio da Finlândia e pela fisionimia do grande campeão italiano via-se que na época - o ano era 1966 - ele ainda estava a dar os primeiros passos na MV Agusta. Agostini já corria tanto nas 350 e 500 e no final do campeonato desse ano iria sagrar-se, pela primeira vez, campeão do mundo, nas 500. Só isso já faria a foto interessante, mas há mais. É que os outros três pilotos que estão com ele são, também eles, grandes campeões. O homem da frente é Phil Read que na altura era o piloto-chefe da Yamaha e já tinha ganho dois campeonatos do mundo, nas 250, e ainda iria ganhar mais três. O homem em segundo plano ao centro, com a tshirt à mostra é Mike Hailwood, que na altura já tinha quatro títulos do mundo e que nessa temporada iria ganhar mais dois, ambos pela Honda, nas 250 e nas 350. E, por último mas não menos importante, há ainda, também em segundo plano e à esquerda de Hailwood, Bill Ivy que fazia equipa com Phil Read e que no ano seguinte seria campeão do mundo em 125cc. O Kent naõ estava lá, mas que grande foto!

Sem comentários:

Publicar um comentário