segunda-feira, 26 de abril de 2010

O recorde de 1951

Hoje são objecto de coleção, e preciosidades históricas mas em 1951 as bicicletas com motor auxiliar eram muito importantes mesmo, tanto para as marcas que as fabricavam como para as centenas de milhares de europeus que se deslocavam diariamente nelas para os seus locais de trabalho. A Victoria alemã foi uma das muitas marcas que investiu neste tipo de mercado mas só o descobriu em 1951, uns bons anos depois da Alpino, Ducati, Lutz, Vap e outros fabricantes italianos. O seu motor auxiliar, - o FM 38 (de 38cc) - tinha, porém, um excelente desempenho e era bastante fiável. Para mostrar ao mundo que ele era mesmo especial, a marca contratou o piloto alemão Georg Dotterweich o qual em 1951, na auto-estrada de Munique para Ingolstadt, conseguiu atingir a então estonteante velocidade de 79kms/hora com um motor deste tipo acoplado a uma bicicleta normal, o que se tornou o novo recorde mundial de velocidade para este tipo de motores. As únicas alterações de nota feitas no conjunto foram a montagem de uma ignição com bateria de célula, a substituição do guiador por avanços e a montagem de uma carenagem envolvente que ainda hoje quase parece saída de um filme de ficção científica.


Esta segunda foto, bastante rara por sinal, mostra a FM38 recordista em plena acção com o pequeno Georg Dotterweich, que não pesava mais de 60 kgs na altura, deitado em cima da máquina na sua estranha posição de condução. Repare-se na faixa pintada no chão da auto-estrada para que o mesmo pudesse manter a cabeça virada para o chão!

Sem comentários:

Publicar um comentário