quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Como antigamente

A foto é actual e as motos, apesar de parecerem antigas em tudo ou quase tudo, são muito provavelmente indianas com "apenas" cinco ou dez anos de vida, mas como apaixonado de motos em geral e "velhinhas" em particular, a dita encantou-me e por várias razões. Uma é que é de África, mais propriamente do Togo, o continente onde gosto mais de andar de moto. A par disso, percebe-se que estamos num lugar onde as motos são raínhas e senhoras: tanto quanto a vista alcança, podem ver-se umas 20 ou 30 a "rolar", sem pressas, provavelmente a caminho de um local de trabalho, de um mercado ou de um jogo de futebol. E depois há o ar descontraído (talvez até um pouco demais) dos motociclistas e penduras, todos eles sem capacete e pelo menos este da moto da esquerda, descansadíssimo da vida a e a apreciar as vistas como pouca gente na Europa dos dias de hoje se atreveira a apreciar. Fantástico.

Sem comentários:

Publicar um comentário