sexta-feira, 21 de maio de 2010

À espera de autorização para voar


Australiano e já na casa dos 70, Rosco McGlashan tem uma pancada por velocidade. Em míudo gostava de acelarar no carro dos pais e dos amigos mas depressa se deu conta que isso lhe dava pouca adrenalina e nos anos 70 concebeu uma moto com um motor de oito cilindros em V e sem embraiagem, a Crazyhorse, só para andar mesmo muito depressa. Tipo dragbike, a moto tinha a sua roda traseira assente numa plataforma móvel e era virtualmente disparada quando já se encontrava na sua rotação máxima. Mas a sensação da mesma também sabia a pouco e passados dois anos Rosco criou o monstrinho da foto acima o qual utilizava como combustível uma mistura de peróxido de hidrogénio. A sua ideia era bater o recorde mundial de velocidade em duas rodas mas o governo australiano achou a ideia explosiva demais e não o permitiu de experimentar a "bomba". Devido a estas restrições, Rosco mudou-se para os Estados Unidos e continua, até hoje, com as suas aventuras de velocidade pura, mas em quatro rodas, o seu melhor tempo sendo 801 kms/hora. Se tudo correr bem, conta tentar bater o recorde do mundo de velocidade ainda este ano. Quanto à sua máquina "bombástica" de duas rodas que nunca andou, hoje descansa num museu na Austrália mas Rosco diz que ainda gostava de experimentá-la um dia!

Sem comentários:

Publicar um comentário